SPFW TERÁ HOMENAGEM À ZUZU ANGEL

27 março 2014

Na imagem, Elke Maravilha é a cara da Helpless Angel, coleção que entrou para história da moda brasileira. Foto: acervo Zuzu Angel
Próximo ao cinquentenário do Golpe Militar no Brasil, uma das vítimas mais conhecidas é relembrada pela moda e imprensa. A história de Zuzu Angel, estilista brasileira, será contada de diversas formas neste mês de abril. 

Nos anos 70, foi realizado, em Nova York, o primeiro protesto político em um desfile de moda, o motivo era a busca de Stuart Angel, filho de Zuzu, durante a ditadura. A coleção “Helpless Angel”, que levava diversas metáforas que demonstravam o desaparecimento de Stuart, repercutiu internacionalmente e, mais tarde, culminou com a morte da estilista.


A Comissão Especial dos Desaparecidos Políticos confirmou, em 1998, que os culpados do assassinato de Zuzu foram agentes da repressão; no Rio de Janeiro, em 1976, o acidente de carro levou à morte da estilista na saída do túnel “Dois Irmãos”, que agora leva seu nome. O caso de Stuart não teve resultados, segundo documentos vazados pelo WikiLeaks, o rapaz foi morto por agentes da Aeronáutica, em 1971. Os depoimentos dados pelo site foram do ex-militar Alex Polari

Em homenagem aos 38 anos sem Zuzu, a 37ª edição do SPFW trará uma surpresa sobre a estilista. Já o Itaú Cultural junto com o IZA, liderado por Hildegard Angel, filha da artista, promoverá a ”Ocupação Zuzu”, uma exposição com mais de 400 itens que começa no dia 1º de abril e vai até 11 de maio, em São Paulo. A grife de Zuzu, outro projeto comandado por Hildegard, também deve aproveitar a experiência da mostra para voltar ao mercado ainda este ano.

Itens que estarão na “Ocupação Zuzu” no próximo dia 1º. 
Foto: acervo Zuzu Angel.
Essa matéria foi postada no Teia Notícias, portal do curso de Jornalismo da Universidade Positivo. Vocês podem acompanhar esses e outros posts escritos por mim clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário