MODA MASCULINA: O TERNO DE DAVID OYELOWO

06 março 2015

Foto: Kevin Mazur/WireImage
Eu estava morrendo de vontade de escrever sobre o tuxedo (na verdade, o terno) que o David Oyelowo usou no Oscar desse ano. Não sabia como, mas queria comentar. Pensei em apenas publicar na fanpage do blog e incluir um comentário, porém eu nunca tinha feito isso antes e achei que seria meio aleatório demais, talvez eu faça isso daqui para frente. Não sei.

Enfim, durante essa semana, comecei a ler 'Elegância - Como o homem deve se vestir', do Fernando de Barros (no Brasil, ele é "o" homem da moda masculina, assim como a Costanza é para as mulheres). Por sorte, aprendi alguns truques que poderão ser usados neste post. Aliás, iniciei o texto com essas explicações por ainda estar aprendendo sobre essa "célula" da moda, ou seja, posso errar ou acertar.

Oyelowo, que interpretou Martin Luther King em 'Selma', escolheu para o red carpet peças da Dolce&Gabbana. O terno, para quem tem dúvidas, é composto por paletó, colete e calça. E, neste caso, raramente você verá alguém combinando bordô e vermelho sangue (talvez a Scarlett Johansson). Ou seja, é um dos pontos que devemos reparar. Você pode escolher o azul marinho, cinza ou preto, mas seria mais bacana se soubesse investir em algo diferente. 

Os sapatos side gore - sem elásticos - em preto foram essenciais para não deixar o look enjoativo. Além disso, gostei muito dos botões e forros em vermelho vivo no paletó. Os detalhes são, realmente, ótimos, mas isso não quer dizer que ele tenha usado tudo corretamente e é aí que entra o livro de Barros. 

Foto: @stefanogabbana
As mangas do paletó, na primeira imagem, aparentam estar longas e as da camisa quase não aparecem, dá a sensação de "boca de sino", inclusive, é meio agoniante, parece que vai enroscar ou arrastar alguma coisa a qualquer momento. Para quem deseja acertar no modelo: feche o pulso e veja se o paletó ficou no começo do osso do seu polegar, preste atenção também para ver se, ao fazer isso, o tecido não puxa e te deixa desconfortável; se estiver entre o pulso/mão e não incomodar, está ok! Prefira pela peça que cubra a sua bunda (ou nádegas, como você quiser, só não ultrapasse nem diminua esse "tamanho"). Ah, opte pelo paletó que favoreça seu biotipo (se for alto, use de três à quatro botões e abotoe apenas os dois de cima; se for baixo, use um ou dois, abotoando só o primeiro). 

O colete é arrendondado e, geometricamente, completa a lapela do tuxedo (a parte dobrada). Na camisa, o colarinho está um pouco comprido, era melhor ele ter deixado o espaço de um dedo entre as peças para que o pescoço aumentasse. A manga está "certa", o único problema é ter acompanhado o paletó, que encosta na mão do ator. Dica: deixe 1 cm entre os dois para não errar. A gravata borboleta foi uma boa escolha, mesmo sendo um pouco arriscada, entrou no ritmo do look. 

As dicas, para quem tem curiosidade, estão em 'Elegância', um livro que, com certeza, todo homem deveria ler. Ainda não cheguei a terminar, mas garanto que tem muita explicação bacana e prática, dando sempre prioridade à elegância e ao conforto. #ficadica #seinspireemOyelowo

Nenhum comentário:

Postar um comentário