Os quarenta anos da Vogue Brasil, por Elizabet Letielas

25 maio 2015


Em maio de 1975, o rosto de Betsty Monteiro de Carvalho – de batom e echarpe vermelhos, fotografada por Otto Stupakoff – estava em todas as bancas do nosso país anunciando a chegada da Vogue. A primeira capa já mostrou o diferencial que ela faria.  Ao invés de uma modelo ou uma atriz global, foi Betsy quem teve a honra de estrelar na Vogue Brasil. Casada com o empresário Olavo Monteiro de Carvalho, ela é uma apaixonada por artes plásticas e declarou que, no tempo em que a revista veio para o Brasil, a moda ainda não tinha a força de hoje. "A Vogue ajudou o Brasil a organizar essa noção de moda", ela conta na edição de maio deste ano.

A partir de então foi só festa para a moda brasileira. Há quarenta anos, a revista trouxe o melhor e mais bem selecionado deste mundo, lançou tendências, contou com os melhores fotógrafos, stylist, editores e modelos, esbanjando sempre glamour em suas páginas. "O que nos torna líderes é a capacidade (e a responsabilidade) de ajudar a escrever a história da moda no Brasil", declarou Daniela Falcão, editora-chefe da Vogue Brasil.

Mas não é só pelo aniversário da Vogue que 2015 é especial. O ano marca também os vinte anos de carreira da top Gisele Bündchen, que estampa a edição especial de maio em comemoração à revista e seu tempo de trabalho. Das 468 páginas que a edição de maio apresenta, oitenta foram dedicas à top, que contou com um time de seis fotógrafos. As imagens de Gisele seguem os quatro elementos da natureza: água, ar, fogo e terra.


De 441 edições que já rodaram o Brasil, contanto com a atual, está é a 19° capa de Gisele na Vogue, a tornando recordista de capas ao lado de Isabelli Fontana, que também tem seu rosto em 19 edições. Das atrações internacionais, a Vogue já estampou nomes de peso como Sharon Stone, Madonna, Rihanna, Karlie Kloss, Cara Delivgne e Naomi Campbell (quatro vezes!).  Em seu site, a Vogue separou alguns slides com algumas das capas (clique aqui para ver). Apesar do cunho feminino, não é só de mulheres que a revista trata. Caetano Veloso e Gilberto Gil já estiveram nas capas, Ben Harper já posou ao lado de Isabelli Fontana, Neymar com Gisele Bündchen e Rodrigo Santoro com Alessandra Ambrosio.

E se a Vogue faz quarenta anos, então é presente em dobro que ela merece. A revista chegou a receber oitenta homenagens de grandes nomes da moda como um croqui de Roberto Cavali, um de Christopher Bailey, um de Jimmy Choo e outro de Tommy Hilfiger. Cartões vieram de nomes como Donatella Versace, Dolce&Gabanna, Alexandre Herchcovitch, Giorgio Armani e Miucca Prada. Um deles, enviado por Glória Coelho, estava cercado com as palavras "agilidade, futuro, força, luz, luxo, elegância, criatividade, referencia, inovação, pioneira, original", descrevendo a revista. Já o da Vivara dizia que "chegar aos 40 em plena forma não é para qualquer um! É para os fortes, os obstinados, os ousados, os que surpreendem".


A revista ganhou também um coração fechado de flores de Diane Von Furstenberg; um desenho de um carro com pernas exibindo sapatos de Christian Louboutin assinado pelo próprio: "To Vogue Bresil"; um tapete de plantas e flores de Reinando Lourenço; o desenho de uma caixa de presentes toda em verde e amarelo de Carolina Herrera; um quadro de um metro de altura e dois de comprimento com a frase "40 astral" de Adriana Barra. Já Ralph Lauren enviou uma fotografia de um look da coleção de verão parabenizando os quarenta anos; a diretora criativa da Tiffany (Francesca Amfiheartof) fez uma declaração de amor ao Brasil e à Vogue e, por fim, o último recebido foi um desenho assinado por Karl Lagerfeld: uma versão de Coco Chanel caracterizada de Carmen Miranda, com direito a bandeira do Brasil no cabelo.

Além da edição especial, a comemoração também teve quatro private parties temáticas que acontecem desde o dia 06 de maio. Todas as festas aconteceram no Hotel Fasano. As private parties contaram com uma edição limitada de garrafas da Cîroc. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário